Desenvolvimento de Treinadores no Brasil

Olá, pessoal! Vamos falar sobre o crescimento e desenvolvimento de treinadores aqui no Brasil.

O rugby no Brasil vem crescendo de uma maneira muito rápida! Este crescimento se da pela divulgação do esporte na mídia, organização das Federações, dos clubes e times e através de projetos sociais.

Mas o que pergunto é: “Como é feito o trabalho de desenvolvimento desses novos jogadores? ”. “Esses treinadores estão realmente capacitados?”

Esta é uma das maiores preocupações, pois você quer desenvolver futuros jogadores, que joguem ou não por seus clubes ou seleções brasileiras ou quer simplesmente passar os valores do rugby a eles, temos também que desenvolver e capacitar pessoas para treina-los. Ai entra o papel do treinador.

Esta preocupação não envolve somente o alto rendimento, mas principalmente o rugby escolar e projetos com crianças.

A Confederação Brasileira (CBRu) junto com as Federações procura desenvolver um calendário de cursos de treinador com a finalidade de envolver todas as regiões. Claro que, como o Brasil é enorme, algumas áreas que tem um grande crescimento de rugby, acabam não recebendo esses cursos. E são essas regiões que são as mais carentes de informações, já que ou o rugby é recente ou ainda não possuem um bom nível.

Com a facilidade de busca de informações, materiais e treinos através da internet, qualquer um pode se achar apto a ministrar treinos para qualquer nível e idade de jogadores. E é aí que pode estar o problema! Ter a informação nem sempre quer dizer que você tem o conhecimento. Uma certa vez um dos meus treinadores da Seleção Brasileira me perguntou: “- Você sabe a diferença entre informação e conhecimento? Informação é saber que o tomate é uma fruta. Conhecimento é saber que não se poder fazer uma salada de frutas com tomates”.

Técnicas, destrezas, habilidades… Tudo isso deve ser passado com muita paciência, informação e conhecimento. Mas e os valores do rugby? Isso se aprende em um curso de treinador ou no clube?

Nosso esporte é conhecido e apresentado por seus valores e isso deve ser um diferencial na formação de novos jogadores. Nunca importando a idade, sexo ou capacidade e aprendizagem. Uma das principais pessoas responsáveis por transmitir esses valores dentro do clube é o treinador! Todos ensinamentos em treinos e jogos devem ter como base os valores e nunca podemos deixa-los de fora.

O rugby no Brasil continuará crescendo e disso não temos duvidas. E é de responsabilidade dos treinadores fazer com que a qualidade deste crescimento seja positiva. Nós treinadores não temos que nos preocupar em formar somente super atletas, mas sim “super pessoas”!

 

“Melhores pessoas fazem melhores All Blacks”