Uma experiência pode ser transformadora?

Eu estudei numa ótima escola em São Paulo. Ainda era criança e tinha uma vida tranquila até que meus pais se separaram. A partir disso eu comecei a tomar más decisões na minha vida, o que gerou grande preocupação dos meus familiares quanto ao meu futuro.

Nesse momento, eu poderia facilmente ter seguido uma jornada muito diferente da que eu me encontro hoje. Aos 12-13 anos é uma fase na qual muitas crianças se envolvem com coisas erradas e depois sofrem muito para voltar ao caminho correto. Felizmente, o rugby me proporcionou um foco no qual pude direcionar toda minha energia e principalmente me ensinou a entender e canalizar algumas das minhas emoções.

Hoje vejo diariamente nas aulas com as crianças da ALMARUGBY, o quanto o esporte é fantástico ao aproximar diferentes tribos, uma força incrível para unir pessoas, e que as inspira, não importando suas religiões, idades, origem ou condição social. Proporciona experiências enriquecedoras, principalmente para jovens menos privilegiados, que dificilmente as teriam. E auxilia também como uma forma de tirá-los de seus telefones e colocá-los no sol para um exercício gerando benefícios para sua saúde e autoestima.

Rugby, em especial, me ensinou muito sobre os valores éticos como integridade, disciplina, respeito e colaboração. Valores essenciais para a vida, não apenas para dentro das quatro linhas. E é exatamente isso que buscamos levar para as crianças e jovens no nosso trabalho educacional na ALMARUGBY, onde usamos o rugby para transformar a forma como enxergam suas realidades e empoderá-los para que construam seus futuros e conquistem seus sonhos. Sejam os líderes de seus próprios destinos.

Ao longo desses quatro anos de ALMA, eu tenho acompanhando a transformação de muitas crianças que estão melhorando seus comportamentos de forma impressionante. Como no caso da Hianka, uma menina que começou a frequentar nossas aulas na Escola da Comunidade, tinha 16 anos e após apenas 3 meses de aulas contou o quanto tinha mudado seu comportamento em sala de aula.

Ela disse que por meio da experiência que criamos para ela de passar orientações para os colegas numa das aulas, sentiu na pele o quanto é ruim falar algo importante e as pessoas que deveriam prestar atenção falarem ao mesmo tempo. O sentimento não foi bom e isso transformou a vida dela. A partir desse episódio ela comentou que passou a se comportar com muito mais respeito com os professores e ajudar a manter a ordem na sala de aula.

Hianka aprendeu pela experiência o real significado da palavra respeito. Ela já se formou na escola e hoje está fazendo faculdade de ciências ambientais. Pelo seu caráter e pelo que aprendeu nas nossas aulas, conquistou diversas habilidades. Hoje exerce grande liderança em todos os ambientes que frequenta!
Experiência da vitória e transformação
Histórias como essa que me movem. Me animam a continuar trabalhando, principalmente com crianças e jovens. Esse é o meu propósito, o que me inspira: despertar a liderança nas pessoas. Acredito muito que podem surgir líderes em cada um deles. São habilidades e comportamentos que podem ser aprendidos e praticados. Você também tem um líder dentro de você. Se quiser conversar a respeito deixe um comentário que eu respondo.