Jogador dos All Blacks e dos Crusaders anuncia aposentadoria

Israel Dagg anunciou sua aposentadoria do rugby aos 30 anos, depois de não se recuperar de uma lesão no joelho.

Com um post no Instagram, o jogador contou de sua trajetória, o vencedor da Copa do Mundo de 2011, se despediu da seleção. Ele já jogou 66 jogos pelos All Blacks e também ganhou títulos de Super Rugby com Canterbury Crusaders em 2017 e 2018.

“Infelizmente minha carreira de sonhos chegou ao fim”, disse Dagg, que marcou 26 tries em jogos internacionais.

Ele foi nomeado como um dos cinco melhores jogadores do torneio de 2011, no qual marcou quatro tries, mas perdeu o triunfo da Copa do Mundo de 2015 na Inglaterra devido a lesão.

O diretor executivo de Rugby da Nova Zelândia, Steve Tew, descreveu Dagg como “um dos grandes nomes do nosso jogo”.

“Ele era uma máquina de emoção no campo de rugby e os fãs sabiam quando ele pegava a bola em suas mãos que qualquer coisa poderia acontecer”, acrescentou Tew.

Apesar do grande histórico, Dagg disse que não foi uma decisão difícil. “Foi uma decisão fácil, no final, para ser honesto”, disse Dagg. “Eu tentei ignorar, mas quanto mais eu jogava com ele (o joelho machucado), pior ficava. Isso estava me afetando mentalmente, eu não era capaz de fazer as coisas que eu era capaz de fazer e executar.

“Quando você está jogando nos Crusaders, ou os All Blacks, você tem que se apresentar e eu senti que não estava fazendo isso. Recebi alguns conselhos médicos no início do ano, eles praticamente me disseram na lata. Nós tomamos a decisão e seguimos em frente.”

O jogador, que conta com 89 jogos pelos Crusaders, vai continuar a temporada como mentor do time.

“Embora seja agridoce para marcar o final da minha carreira de jogador, sou grato por ainda poder contribuir para esta equipe Crusaders em 2019 e ajudar a preparar alguns dos membros mais jovens da equipe para dar o próximo passo em suas próprias carreiras.”